domingo, 11 de agosto de 2013

Sol da minha infância...


Lembrar da minha infância é lembrar dos domingos de Sol na companhia de meu pai. As vezes no parquinho da praça, na areia da praia, ou mesmo em casa esperando o almoço e escutando as músicas que ele gostava... e que eu aprendi a gostar também. Não tem como não lembrá-lo ao escutar certas canções. Meu pai é um homem simples, trabalhador, nunca aprendeu uma língua estrangeira, mas sempre teve sensibilidade para a boa música, não importando o idioma. Aprendi a gostar com ele... tantas coisas aprendi com ele, na sua simplicidade e mesmo ignorância, sua linguagem foi e é a do amor. Crescemos e algumas coisas ficaram para trás. A adolescência não foi muito difícil, mas as relações mudaram... mas passou! E hoje ao olhá-lo, o pai que em muitas ocasiões foi o "herói" e noutras o "bandido", é hoje o que na verdade sempre foi: O MEU MELHOR AMIGO!! Obrigada, painho! Obrigada pelo "sim" e pelo "não"; obrigada pela presença, pelo afeto. Deus não poderia ter me dado outro melhor, você foi e sempre será o insubstituível, o meu "Domingo de Sol".




                                                          Sunshine on my Shoulders

2 comentários:

ALOISIO GUIMARÃES disse...

Nota 10!

Amanda Lemos disse...

Gostei muito do que vi !
Muito difícil encontrar espaços bacanas como este :_)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada,

http://bolgdoano.blogspot.com.br/

Agradeço desde já !